A Residência Multiprofissional em ATENÇÃO AO CÂNCER (REMAC) foi constituída em Dezembro de 2017 após a primeira reunião formal de seus membros fundadores e é fruto do sonho e de muito profissionalismo dos profissionais que compõem a Equipe Multidisciplinar da Liga Norte Riograndense Contra o Câncer (LNRCC), portanto surge para consolidar a expertise desta equipe na formação de profissionais especializados em Oncologia no País ao longo dos anos.

Consolidou-se através da submissão de projeto construído sob assessoria de profissionais do Hospital Universitário Onofre Lopes com aprovação e respaldo legal em edital n˚ 11, de 27 de novembro de 2017,com bolsa aprovada em portaria n˚ 43, de 26 de janeiro de 2018 para as áreas de Enfermagem, Farmácia e Nutrição.

A LNRCC atua no Ensino há mais de 30 anos inicialmente com seu Departamento de Ensino Pesquisa e Extensão Comunitária, hoje a ESCOLA DE ONCOLOGIA é a unidade formadora e Executora deste programa, aliada aos parceiros de cenário de práticas, como A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), através de seu Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL) e da Secretaria Municipal de Saúde de Natal (SMS), com o intuito de contemplar todas as dimensões de saúde que a oncologia está inserida.

As áreas de conhecimento do Programa REMAC estão distribuídas da seguinte forma: Atenção ao Câncer em Enfermagem, Farmácia e Nutrição.

De forma alinhada com as políticas de formação de recursos humanos do Ministério da Educação (MEC) e do Ministério da Saúde (MS), com ênfase para as particularidades do Sistema Único de Saúde (SUS), a REMAC está devidamente compatibilizada com as normativas da Comissão Nacional de Residência Multiprofissional em Saúde (CNRMS) e a legislação que regulamenta as Residências Multiprofissionais em Saúde (RMS), formadora e executora, com a Secretaria Municipal da Saúde de Natal, gestora local do SUS.

Os Programas atendem a Resolução Nº 5, de novembro de 20141, ofertando uma carga horária (CH) total de 5.760h, sendo 80% (oitenta por cento) da CH total na forma de estratégias educacionais práticas e teórico-práticas e 20% (vinte por cento) como estratégias educacionais teóricas.

Entende-se por residência Multiprofissional em atenção ao Câncer que cada profissão busca, nas outras áreas, apoio ao exercício de suas competências e a ampliação do conhecimento e compromisso com a produção de valores que fortaleçam o cuidados ao paciente. Sob essa perspectiva, os residentes estão articulados na teoria e na prática com as diferentes áreas temáticas previstas nos Programas, a fim de consolidar conhecimentos embasados nas políticas sociais fundamentados no eixo norteador do SUS.

1 BRASIL. Resolução Nº 5, de 7 de novembro de 2014. Dispõe sobre a duração e a carga horária dos programas de Residência em Área Profissional da Saúde nas modalidades multiprofissional e uni profissional e sobre a avaliação e a frequência dos profissionais da saúde residentes. Brasília: Diário Oficial da União, 10 nov 2014.